Geomarketing na prática: possibilidades de uso e cases de sucesso

geomarketing-pratica

feeling empresarial pode ser útil na tomada de decisão. Porém, em um cenário competitivo, usar apenas a experiência para avaliar cenários não é a melhor saída.

O ideal é buscar dados concretos e confiáveis, de modo a ter conhecimento do que deve ser realizado. Para entender como fazer, uma dica consiste em conhecer o geomarketing na prática.

Essa estratégia tem sido cada vez mais usada e traz ótimas possibilidades para os negócios. Aplicadas do jeito certo, as informações geográficas mudam o panorama da empresa.

A seguir, veja alguns exemplos de geomarketing na prática e aproveite para tirar todas as suas dúvidas!

Afinal, o que é geomarketing e por que ele é tão importante?

geomarketing consiste em usar dados sob a visão de mapas para planejar e tomar decisões de negócio em vários âmbitos. Ele também é conhecido como inteligência geográfica de mercado e permite que as empresas tenham visibilidade sobre ambientes específicos.

Ele se baseia na coleta de dados, como informações públicas, e na análise desses entendimentos. É possível conhecer melhor o perfil sociodemográfico de uma região, o potencial de mercado da mesma, e assim por diante.

Ao contrário do que sugere o nome, ele não é voltado apenas para o marketing. De forma ampla, pode ser usado para o processo de tomada de decisão, que se torna mais eficiente.

Então, sua relevância reside no aumento da capacidade estratégica do negócio, o que gera soluções otimizadas e maior competitividade.

Darei mais detalhes sobre o assunto. Antes, sugiro que baixe o nosso material gratuito para complementar seu aprendizado. É só clicar no banner a seguir e realizar o download.

Nova call to action

3 cases de sucesso para entender melhor o geomarketing

Mas afinal, como aplicar o geomarketing na prática? Essa é uma dúvida comum entre pessoas que ouvem o termo, já que tudo parece estar apenas no campo das ideias. Quando as ferramentas certas são selecionadas, entretanto, é mais fácil ver os resultados surgirem com grande destaque.

Para entender melhor, veja 3 cases de sucesso que demonstram como essa alternativa é vantajosa e eficiente:

1. Heineken

A Região Sul do Brasil é conhecida por ter alto consumo de bebidas. O apego à marca também é bastante forte por lá, especialmente no caso das regionais. Nesse cenário, a fabricante Heineken encontrou dificuldades e perda de market share, em uma de suas marcas do portfólio.

Até então, a comunicação e as ações da Heineken eram voltadas para um público global e quase homogêneo. A perda de participação na capital gaúcha, entretanto, demonstrava que isso não estava funcionando.

O uso do geomarketing mudou a situação. A partir da análise de dados, deu para entender melhor o comportamento dos consumidores e suas preferências. Ao detectar onde o público estava, foi possível ganhar mercado.

A análise também serviu para que a marca identificasse em quais bares e pontos de venda ainda não atuava. Com uma abordagem direcionada, conseguiu uma conversão de 80% das oportunidades prospectadas, o que gerou retomada do crescimento e da participação na região.

2. International Paper

Diferentemente da Heineken, que trabalhava com rede própria, a International Paper conta com distribuidores. Sem a presença de profissionais em uma área, a marca perde penetração de mercado.

Ao mesmo tempo, é comum que os distribuidores não queiram revelar informações para não perder a chance de fechar negócios.

Para oferecer algo em troca, a International Paper fez um estudo baseado no geomarketing. Ao avaliar os mapas de certas regiões, identificou o potencial para a abertura de um novo centro de distribuição.

Os dados concretos serviram para convencer os distribuidores de que aquela era a melhor saída. Isso ofereceu uma base importante para que eles fizessem o investimento e colhessem os frutos. Para a empresa, significou ampliação da área de atuação.

3. Akzo Nobel

Da mesma forma que o case anterior, a Akzo Nobel, gigante mundial de tintas, trabalha com distribuidores. A parceria é determinante para fazer com que os produtos cheguem até os clientes e conseguir um bom desempenho.

Para fortalecer a relação, a empresa realizou um estudo de geomarketing para entender onde estariam as principais e maiores oportunidades – no caso, oficinas mecânicas. Ao identificar que a região Sul apresentava mais de 10 mil alternativas, a análise foi aprofundada.

Considerou, então, a área de influência em relação às três unidades do distribuidor. Foram encontrados mais de 400 novos estabelecimentos, muitos com potencial desconhecido por quem realiza as vendas.

Com uma lista completa de quem poderia interessar para essa atuação, o distribuidor obteve um aumento de quase 20% das vendas em apenas 8 meses. Para a marca, o estudo em relação a outras áreas ainda permitiu a atuação no restante do país.

Veja as possibilidades de uso do geomarketing na prática

Pelos casos de sucesso, já deu para notar que a aplicação da inteligência territorial é um jeito de vender mais, não é? Nos casos apresentados, você notou que tanto a rede própria quanto a de distribuição saíram favorecidas.

Mas sabia que há outras formas de obter bons efeitos? Com o geomarketing na prática é possível ir além e chegar a um ótimo desempenho para o negócio. Para desvendar essas alternativas, continue a leitura e veja como usar essa ferramenta.

Captar clientes de alto potencial para a venda direta

Quando o interesse é saber onde estão shopper e consumidor, o uso desses dados é de grande importância. Eles permitem conhecer onde estão as oportunidades com melhor potencial e que podem atender aos critérios desejados pelo empreendimento.

Acima de tudo, é uma forma de verificar como atuar para gerar e converter novas oportunidades. Com o uso dos dados de localização, o negócio sabe em quais áreas focar para obter o maior volume de vendas e a melhor relação com visibilidade e concorrência.

Aplicar no B2B

busca por clientes diretos não é a única possibilidade. No caso das indústrias, por exemplo, é viável ajudar parceiros para fazer a distribuiçãoA relação B2B é favorecida e as vendas se tornam menos complexas.

Entender onde a comunicação funciona melhor

As ações de divulgação não devem ser desconsideradas. Descobrir como o mercado se comporta em certa região permite direcionar ações de merchandising, por exemplo. Desse modo, é mais fácil definir onde os promotores precisam estar localizados.

Isso ajuda a estabelecer como os recursos devem ser distribuídos, o que garante máximo aproveitamento e aumento da exposição da marca. Como consequência, há uma geração ampliada de oportunidades e conversão do shopper no PDV.

Ao conhecer as aplicações do geomarketing na prática dá para entender como ele pode ajudar em diversos processos do negócio. Desse jeito, utilizar a estratégia poderá fazer parte do seu planejamento rumo ao sucesso.

Quer saber mais sobre como vai levar uma nova visão para sua empresa? Clique no banner abaixo e faça o download do material, gratuitamente.

Nova call to action

Por Andreza Godoy / Gerente de Produto

Comentários

Ebooks

Materiais mais baixados

  • [EBOOK] 6 Fatores de Sucesso para Abertura de Novas Lojas Baixe grátis
  • [EBOOK] As Principais Soluções de Geomarketing Para Expansão de Redes Baixe grátis
  • [TOP 50] Os Municípios com Maior Potencial de Consumo Baixe grátis
  • [QUIZ] Você sabe o que considerar na escolha do ponto comercial ideal? Baixe grátis

Acompanhe a Geofusion

Assine nosso blog e receba o melhor conteúdo sobre Geomarketing