5 dicas de geomarketing para avaliar se você deve mesmo fechar uma loja

O que fazer com uma franquia que vai mal? Baixar as portas deve ser uma opção? Estamos em período de instabilidade financeira, será que a crise é a culpada pelos resultados ruins? Quem já se deparou com uma situação dessas, sabe que encerrar as operações de uma loja nunca é uma escolha simples.

Além do alto custo financeiro, o processo de fechamento pode ter impactos negativos sobre a imagem da marca. Por isso, quando uma loja não traz os resultados esperados, é preciso observá-la de perto para descobrir quais fatores estão por trás da baixa performance. 5 dicas de geomarketing para avaliar se você deve mesmo fechar uma loja

A seguir, você encontra dicas de análises de geomarketing para buscar as causas do mau desempenho dos negócios e, só então, tomar decisões sobre o futuro da sua franquia. Leia nossas dicas: 

1. Faça comparações com as demais lojas de sua rede

Antes de rever cada franquia com baixo desempenho, é preciso olhar para a rede como um todo. Para isso, não basta apenas avaliar desempenho em vendas. O melhor é cruzar essa informação com outros aspectos que influenciam a performance das unidades, como a presença da concorrência.

Primeiro, vamos falar sobre a hipótese da crise. Se poucas lojas estiverem com desempenho abaixo do normal, são menores as chances de o problema ser reflexo da situação econômica. Com a crise, a queda de resultados tende a ser comum à maior parte das operações de uma empresa.

Caso você constate alteração nos resultados de toda a rede, suas ações deverão focar em estratégias de gestão e revisão de metas. Já se apenas uma loja destoar do padrão, você deverá investigá-la mais profundamente.

2. Verifique o potencial de consumo do entorno da unidade

O potencial de consumo da área onde uma loja se encontra ajuda a determinar o seu desempenho em vendas. Verifique quanto dinheiro há no bolso dos consumidores do entorno para comprar o seu tipo de produto e compare com o quanto sua loja capta.

Pode ser que o potencial do local seja baixo comparado ao padrão da rede e a unidade, mesmo com menor performance, já tenha atingido o maior número de vendas possível para aquela localidade.

Se constatar este problema, você precisará avaliar se a permanência de sua loja é viável ou não. Cheque possibilidades de otimizar os resultados com estratégias em outras frentes além das vendas, como adaptações no tamanho da loja, equipe e volume de estoque.

3. Observe se o público ao redor é aderente ao produto

Além de saber se há potencial, é importante que você verifique se a população próxima a seu negócio corresponde ao seu público-alvo. Mapeie seu entorno e reconheça a renda, faixa-etária e estilos de vida predominantes na região. Pode ser que sua loja venda pouco porque os produtos disponíveis não sejam adequados aos consumidores locais. Há casos, por exemplo, de marcas cujo público muda com o passar do tempo e, por isso, a localização de algumas lojas deixa de ser a ideal, o que se reflete na queda das vendas.

New Call-to-action

4. Avalie o ponto comercial

Se estiver tudo certo com o potencial de consumo e com o perfil do consumidor ao redor, é possível que o problema seja o ponto em que a loja foi aberta. Observe aspectos da loja, como acessibilidade, disponibilidade de estacionamento e proximidade com outros negócios que atraem seu público-alvo (inclusive a concorrência).

Fique atento também a mudanças físicas que possam ter acontecido próximo ao negócio, como construções ou obras viárias, por exemplo. Ás vezes, para obter melhores resultados basta mover sua loja 50 metros para frente ou para trás da localização atual.

5. Ponha a lupa sobre a operação da loja

Caso o potencial da loja seja suficiente, o público adequado e a localização boa, é provável que o problema esteja na gestão da unidade. Avalie os gastos da loja: Quanto o aluguel e a manutenção do ponto comercial pesam em seu orçamento? Eles superam o faturamento? Será que você consegue negociar esses custos?

Outros aspectos a considerar são: qualidade de atendimento, relacionamento com o cliente, capacitação e produtividade dos funcionários e a proporção entre a equipe e o movimento do negócio ao longo da semana. Você pode, por exemplo, reorganizar a escala de seus funcionários para que a equipe seja maior apenas nos horários ou dias em que há mais fregueses na loja.

É importante que você e seu time de Inteligência de Mercado levem em conta todos esses tópicos em conjunto, analisando o peso de cada um sobre o desempenho do negócio. Após avaliar cada aspecto envolvido nos resultados da loja é que vocês poderão dizer se há maneiras de otimizar a performance ou se é melhor partir para a última opção e fechar a unidade. Boa sorte!

New Call-to-action

Por Valéria Duarte / Diretora de Customer Success

Comentários

Ebooks

Materiais mais baixados

Acompanhe a Geofusion

Assine nosso blog e receba o melhor conteúdo sobre Geomarketing