Ponto micado existe? Mitos e verdades da análise de mercado

A cena não é rara: o empreendedor possui o plano de negócio e começa a fazer a escolha da localização da loja. Eis que, repentinamente, surge alguém dizendo “Esse ponto é ruim... Nada que se abriu aqui deu certo”.   

O senso comum nem sempre está com razão. Embora várias empresas já tenham passado pela situação de ter de fechar um negócio devido ao imóvel, é importante ressaltar que, na maioria das vezes, trata-se de um problema na estratégia e não no ponto do imóvel.   

p9_done

A questão central deve ser voltada para o valor do ponto de acordo com o potencial dele para o segmento no qual se pretende trabalhar. Por exemplo, um imóvel que foi utilizado para se transformar em uma cafeteria, mas alcançou apenas o insucesso, pode ser ideal para fundar outro modelo de negócio, seguindo as particularidades da região.

Há questões do ponto em si que devem ser bem analisadas para concluir se ele tem vocação para receber o seu tipo de negócio. A região onde se localiza, suas características físicas e condições comerciais devem ser sempre analisadas de forma detalhada, e para cada negócio as conclusões podem ser distintas.

Lembre-se que o imóvel é um só, mas os tipos de negócios que podem ser nele implantados são diversos e nem todos apropriados.

Geomarketing para uma análise mais profunda

A descoberta de fatores favoráveis para a abertura de um negócio em determinada localização depende de uma ferramenta de geomarketing adequada.  É a partir dela que serão levantadas as principais informações sociodemográficas para embasar o planejamento estratégico e desenvolver análises realmente profundas sobre o entorno do ponto.

Um bom imóvel é aquele que está inserido em uma região onde tanto a demografia quanto o mercado sejam propícios para o desenvolvimento do empreendimento. Mas, se na análise for percebido que a região não possui o perfil necessário para o negócio, tanto quanti como qualitativo, não coloque a culpa no imóvel quando o negócio não desempenhar de acordo ao esperado!

Fatores urbanos como visibilidade, estrutura local, barreiras geográficas, acessibilidade, ou ainda outros motivos como o estado de conservação da arquitetura e iluminação também devem ser considerados.  Até porque, na maioria das vezes será preciso fazer uma boa reforma, por isso,  sempre deve-se fazer uma análise de mercado e alinhar os investimentos.

Adaptações de acordo com a região

Entender os dados comportamentais do público-alvo no entorno do imóvel é outro fator relevante para fazer com que o ponto traga a rentabilidade esperada. Quando a empresa entende o exato momento em que o consumidor faz a compra, surge a oportunidade de fazer constantes adaptações conforme os clientes em potencial demandam.

Aqui, o geomarketing se torna essencial para traçar estratégias assertivas com base no monitoramento do público, clientes, concorrência e aspectos geomercadológicos de cada localização. O resultado pode ser visto em um plano de expansão cada vez mais eficaz, que mescla inteligência, gestão e tática.   

Estratégia de expansão

Por Susana Figoli / Diretora de Inteligência de Mercado

Comentários

Ebooks

Materiais mais baixados

Acompanhe a Geofusion

Assine nosso blog e receba o melhor conteúdo sobre Geomarketing