Como redistribuir bens de consumo no momento atual

Nunca é fácil saber como redistribuir o estoque de produtos durante uma pandemia como a do Covid-19. Afinal, devido ao fechamento das empresas e às restrições de atuação, tanto a produção quanto o consumo se tornam muito mais complicados.

Embora esses períodos não sejam os mais animadores para expansão de negócios, é possível gerar boas oportunidades com os recursos disponíveis.

De acordo com dados publicados pela Google, a tendência é que sejam priorizados pelos consumidores os produtos de necessidade imediata, havendo crescimento de vendas nessas categorias e possível queda no restante.

Isso tem impacto brusco, embora temporário, especialmente nos segmentos que atuam com bens discricionários. Moda, móveis e eletrodomésticos são alguns dos principais afetados com essas mudanças.

Entretanto, cada caso é um caso. Ainda que certas ofertas se tornem impossibilitadas devido a esse cenário, ele também gera às empresas oportunidades de potencializar a criatividade, renovar processos, agilizar inovações e explorar alternativas até então impensáveis para os negócios. Saiba mais abaixo.

redistribuir-bens-consumo-pandemia-1

O impacto da pandemia em diversos segmentos

Uma característica que chama atenção no cenário atual consiste no fato do Covid-19 se propagar com muita rapidez. Isso levou a situações alarmantes em outros países, como a China e a Itália, e fez com que ele logo se tornasse um fenômeno global.

Esse tipo de situação obriga os governos a darem respostas rápidas com consequências na economia como um todo. Praticamente da noite para o dia, a população inteira mudou por completo hábitos e planos.

Diversos setores são afetados com as medidas que proíbem aglomerações: há impacto na cultura com o fechamento de eventos, no varejo com os shoppings, na indústria com a paralisação de atividades, entre vários outros.

redistribuir-bens-consumo-pandemia-2

As medidas adotadas no país são muito similares às que foram tomadas em outros lugares em períodos de conflito no passado. Nesses casos, todos os esforços econômicos são mobilizados para setores específicos e com objetivos em comum.

Como gerar oportunidades dentro das limitações 

Em São Paulo, cidade onde ocorre o maior número de casos da pandemia, só estão permitidos ficarem abertos os estabelecimentos cujos produtos e serviços são essenciais para a população.

No caso, as farmácias, hospitais, supermercados, restaurantes, postos de gasolina, bancos, serviços públicos de transporte, entre outros correlatos. Isso significa que todos eles vão ter lucro?

Não necessariamente. Mesmo para esses segmentos, há uma série de questões nas quais se atentar. Além de ser necessário cuidado redobrado com a saúde dos funcionários e capacidade de atendimento, o comportamento do consumidor também é determinante.

A utilização de dados geográficos, que em dias comuns são bastante influentes nas estratégias das empresas, também fazem toda a diferença para nortear o que fazer.

Como utilizar o geomarketing na pandemia

Em dias típicos, é comum que as unidades varejistas com maior faturamento sejam aquelas localizadas em áreas predominantemente comerciais, por exemplo.

redistribuir-bens-consumo-pandemia-3

Entretanto, em um cenário no qual muitas empresas estão liberando seus colaboradores, determinando férias coletivas ou aderindo ao home office, logicamente a concentração torna a ocorrer em bairros de predominância domiciliar.

Por isso, é estratégico mudar o foco neste momento, e observar quais são os pontos de venda da empresa que se localizam nessas regiões. É bastante provável que haja uma afluência do consumo neste sentido.

Em alguns casos, as regiões com concentração de domicílios inclusive não são as que possuem maior participação das grandes redes varejistas.

Esta pode ser, por exemplo, uma oportunidade de pulverizar a distribuição de produtos em comércios locais. Além de encontrar um novo público em potencial, incentiva a manutenção das empresas mais vulnerabilizadas pela pandemia.

Para análises desse tipo, o OnMaps, ferramenta de geomarketing da Geofusion, disponibiliza o acesso de mais de 200 fontes públicas e privadas. Assim, os processos de decisão se tornam mais ágeis e precisos para a tomada de ações efetivas.

Quais dados realmente importam?

Neste contexto, duas informações diferentes têm grande utilidade, seja de forma isolada ou complementares uma à outra. Trata-se do potencial de consumo e do número de estabelecimentos do segmento de interesse disponíveis no território de análise.

Se a sua empresa é do setor alimentício, por exemplo, é interessante observar bairros domiciliares onde haja grande consumo do produto com o qual você atua.

Outros dados complementares a isso são, por exemplo, a densidade demográfica do território e os setores censitários. A análise varia conforme o que se quiser observar.

redistribuir-bens-consumo-pandemia-4

Distribuição de Supermercados (representados em forma de estrelas vermelhas) e Farmácias (cruzes verdes) no bairro da Saúde, em São Paulo - SP. Informações disponíveis mediante aquisição do pacote Enterprise do OnMaps, ferramenta de geomarketing da Geofusion.

 

As restrições na circulação da população também são fatores importantes no que se refere ao comportamento do consumidor.

Afinal, com o risco de se contaminar com um vírus passível de estar em praticamente qualquer lugar, as pessoas querem se expor o mínimo que conseguirem, certo?

Levando isso em consideração, convém estudar também a proximidade entre o seu ponto de venda e outros estabelecimentos que irão abrir durante o isolamento, ainda que seja de outro segmento.

Observação similar foi uma das que levaram o Grupo Pão de Açúcar a ter aumento na performance de seus produtos durante a pandemia.

Ao perceber a preferência das pessoas por realizar compras perto de casa, a empresa decidiu aumentar o estoque das unidades de proximidade.

Além disso, ao estudar a movimentação na Europa, também priorizaram as categorias de produtos que teriam maior probabilidade de demanda.

Como saber o risco do território de distribuição

É bastante comum que algumas regiões tenham maior concentração de determinados perfis sociodemográficos. Em cidades grandes, algumas tem predominância de públicos jovens, outras são mais familiares, e assim por diante.

Portas abertas ou fechadas na pandemia? Um raio-x dos restaurantes no Brasil

No OnMaps, é possível extrair essas informações. Uma vez que algumas populações estão mais vulnerabilizadas ao novo coronavirus, é possível ter uma estimativa de onde elas se concentram e pensar em ações específicas.

Para indústrias que trabalhem com produtos de higiene e limpeza, por exemplo, pode ser interessante distribuir maior quantidade dessa categoria ou pensar em promoções e doações para pontos de venda próximos de onde haja população mais idosa.

Já empresas de atuação nacional precisam se preocupar, ainda, com o impacto da propagação do vírus fora das principais cidades de transmissão.

Pensando nisso, a Geofusion disponibilizou uma camada que facilita esse monitoramento, chamada Covid-19. Ela está disponível em todos os pacotes de serviços, possui atualização diária e mostra o número de casos por município e Estado.

redistribuir-bens-consumo-pandemia-5

redistribuir-bens-consumo-pandemia-6

Número de casos confirmados de coronavirus por município no Estado de São Paulo. Dado extraído no dia 26 de março de 2020.

Com essa funcionalidade, a visualização em mapa facilita o acompanhamento do avanço do vírus nas regiões. Para profissionais responsáveis pela alocação de produtos e serviços, os dados agilizam a redistribuição conforme a necessidade do momento.

Aprender e agir rápido

Em um período de atipicidade como este, em que muitas das medidas não são fáceis de prever, a agilidade não se torna necessária apenas na resposta, mas também na aprendizagem.

Considerar os impactos em períodos mais curtos, no caso, correspondentes ao de disseminação do vírus no Brasil, permite observar nuances mais precisas e diferenciar o comportamento do consumidor neste momento.

redistribuir-bens-consumo-pandemia-7

Para isso, os dados internos da empresa se tornam particularmente importantes.

Estudando o sellout dos pontos de venda nas últimas semanas, comparando com períodos anteriores e observando eventuais variações, é possível notar se há deslocamento ou diferenças significativas no potencial de consumo.

Com o OnMaps, é possível subir essa base de dados e visualizá-la em forma de mapa. Desta forma, torna-se muito mais rápida e prática a descoberta dos pontos específicos onde é necessário concentrar os próprios investimentos.

Momentos como esse tiram qualquer empresa dos trilhos, e isso pode gerar resultados avassaladores. Mas com inteligência e boa gestão, também são oportunidades de aprendizado e descoberta de novos caminhos para serem explorados.

Quer saber mais sobre como o OnMaps pode ajudar a mapear essas oportunidades? Confira nosso material exclusivo:

Portas abertas ou fechadas na pandemia? Um raio-x dos restaurantes no Brasil

Por Victor Melo / Redator Web

Comentários

Ebooks

Materiais mais baixados

  • [EBOOK] 6 Fatores de Sucesso para Abertura de Novas Lojas Baixe grátis
  • [EBOOK] As Principais Soluções de Geomarketing Para Expansão de Redes Baixe grátis
  • [TOP 50] Os Municípios com Maior Potencial de Consumo Baixe grátis
  • [QUIZ] Você sabe o que considerar na escolha do ponto comercial ideal? Baixe grátis

Acompanhe a Geofusion

Assine nosso blog e receba o melhor conteúdo sobre Geomarketing